Vale a pena investir em microfranquias hoje em dia?

Essa é uma das principais perguntas que pessoas fazem quando pensam em investir em microfranquias (redes com investimento inferior a R$80mil, de acordo com Associação Brasileira de Franchising – ABF). Este modelo de negócio menor já foi lançado por grandes marcas bem como outras redes que já nasceram no formato de microfranquias. A oferta no setor de franquias cresceu muito nos últimos anos e, somente em 2016, 557 marcas tinham modelos de microfranquias à disposição dos empreendedores, conforme pesquisa da associação.

Tenha sua microfranquia

 

As microfranquias podem ser uma boa porta de entrada para novos empresários, afinal, com um investimento menor, a tendência é se ter um risco menor. O valor mais baixo de investimento inicial também é bastante atrativo no momento em que o país vive uma das suas maiores crises da história. E não são raros os casos de pessoas que acalentaram por anos o sonho de ter um negócio próprio e que veem nesse momento o ideal para investir em uma franquia.

 

 

A escolha da microfranquia

Basicamente, ao buscar uma rede com modelo de microfranquia para investir, o empreendedor deve tomar os mesmos cuidados de quando se pesquisa uma oportunidade de investimento maior. Ou seja,

Microfranquias Camounas Celular

Invista em microfranquias. Campinas Celular

o futuro novo franqueado deve sempre procurar um negócio com o qual se identifica e no qual se vê trabalhando nos próximos anos. Normalmente, uma microfranquia não precisa de funcionários e o próprio franqueado é quem vai tocar o negócio. O envolvimento será total. Porém, se o empreendedor ama o ramo de alimentação, muito provavelmente se frustrará logo em uma franquia de marketing digital. Vale pensar nisso.

Escolhido o ramo em que se vai buscar uma oportunidade, é chegada a hora de fazer uma pesquisa detalhada das marcas disponíveis naquele setor e levantar o máximo de dados possíveis sobre cada oportunidade. Tudo deve ser avaliado com calma e cuidado. No final do processo, não devem existir dúvidas sobre onde se está investindo.

É importante marcar reuniões com os franqueadores ou seus departamentos de expansão para conhecer a fundo o modelo de negócio. Geralmente, o primeiro contato se dá online via formulário que as redes disponibilizam em seus sites para interessados no negócio. O candidato o preenche e franqueadora entra em contato. Por outro lado, é possível analisar todas as opções disponíveis a quatro mãos com consultorias especializadas no assunto, como é o caso da GNM Consultoria.

 

Como conhecer cada rede de franquia?

Conforme a Lei de Franquia brasileira, todas as marcas devem disponibilizar para os interessados a Circular de Oferta de Franquia – COF que é um documento que traz todas as informações importantes como faturamento, royalties e também contatos de atuais franqueados para que o interessado possa conversar livremente com quem já está atuando na rede. Quanto mais transparência melhor e esta postura sempre é um bom indicativo sobre a rede em que se está interessado.

Respondendo à pergunta inicial, pode-se dizer que a microfranquia pode ser sim um investimento tão bom quanto uma unidade de uma marca maior desde que as expectativas também sejam realistas. Na maioria esmagadora das vezes, um negócio com um investimento de R$80mil vai ter um rendimento médio mensal menor, se for comparado, por exemplo, com uma grande unidade em que o investimento inicial é de R$500mil e que gera um ticket médio maior. Porém, os custos de instalação (em muitas redes beiram ao zero, pois operam home based) e velocidade do retorno do investimento tendem a ser menores nas redes mais em conta.

Assine nossa NewsLetter

Assine nossa NewsLetter

 

Junte-se à nós e receba as últimas notícias do mercado de franquias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This